Contato: info@businesspro.com.br

Endereço: Av Santo Amaro 791 | Cj 17 | Vila Nova Conceição | São Paulo | CEP 04505-001

Bem-vindo ao Nosso Blog!

Aqui você encontrará artigos interessantes sobre diversos temas. Todos eles com perspectivas diferentes para promover debates sobre Excelência Operacional.

Eco eficiência: O desafio de implantar programas sustentáveis nas empresas

15/02/2018

 

Hoje em dia é fundamental que as empresas mantenham um balanço positivo entre os impactos das suas operações no meio ambiente e o necessário crescimento econômico do negócio. Mas avaliar a melhor estratégia a ser utilizada para atingir esse ponto de equilíbrio tem se mostrado uma tarefa muito demorada, complexa e por vezes até incorreta. Sem uma análise profunda de como atingir esse nível de equilíbrio sustentável, perdem-se grandes oportunidades de tornar uma empresa mais eficiente com relação ao uso dos seus recursos produtivos, a fim de reduzir o impacto das suas operações na sociedade. É por isso que o conceito de Eco eficiência é essencial para ter certeza que os produtos ou serviços de uma empresa são sustentáveis e não simplesmente uma tentativa de parecer ecologicamente correto.

 

Por exemplo, como ter certeza que o processo produtivo de uma organização de fato reduz o seu impacto ambiental ao escolher a melhor embalagem para um produto, uma vez que, mesmo com a reciclagem no fim do ciclo de vida, a embalagem pode ser nociva por consumir muitos recursos para sua destruição final. Para complicar o assunto, o cálculo dos custos desses impactos e que precisam ser embutidos no preço final do produto, fica complexo demais sem um norteador que possa ser entendido por todas as partes interessadas. É devido à essa complexidade que precisamos entender o que é a Eco eficiência.

 

O conceito foi introduzido pelo World Business Council for Sustainable Development (WBCSD) em 1992, e é utilizado para descrever a minimização do impacto ambiental na produção de bens e serviços através da utilização de menos recursos, redução na quantidade de resíduos, e consequente redução da poluição do meio ambiente. Em outras palavras, podemos considerar que Eco eficiência é a habilidade de atingir objetivos de produção e de custo com qualidade e desempenho ecológico, minimizando impactos ambientais e conservando recursos naturais.

 

A Eco eficiência contém elementos básicos, porém de difícil implantação sistêmica nas organizações, como por exemplo:

 

- Redução da intensidade de consumo de materiais para a produção de bens e serviços;
-Redução na quantidade de energia utilizada para a produção;
- Redução da dispersão de substâncias tóxicas;
- Melhoria da reciclagem de materiais;
- Maximização do uso de recursos renováveis;
- Melhoria na durabilidade dos produtos;
- Uso racional dos recursos naturais e energéticos.

 

Como o tema é muito relevante para alavancar o consumo e produção sustentável, uma iniciativa nessa área deve ser implantada de forma bem planejada e completa, pois só dessa maneira será possível obter retornos mensuráveis ao longo de toda a cadeia produtiva. Por outro lado, muitas empresas ainda consideram que as questões relativas ao desenvolvimento sustentável e ao meio ambiente são um obstáculo à sua produtividade e crescimento econômico, associando a Eco eficiência a uma série de fatores de risco e custos desnecessários.

 

Muitas empresas e organizações veem a Eco eficiência como um conceito irrelevante e de difícil aplicação no seu campo de atuação, mesmo quando ela tem impactos positivos nos processos da empresa. Para superar os desafios já mencionados, é importante lembrar as vantagens da aplicação dos aspectos fundamentais da Eco eficiência no mundo real. Muitas organizações têm tido muito sucesso ao reduzir a poluição e a descarga de emissões, eliminando materiais perigosos originados nos processos de produção. Em outras palavras, essas empresas desenvolvem programas com o objetivo de minimizar e compensar os impactos ambientais causados pelas suas operações, trazendo soluções inovadoras em prol da sustentabilidade, e isso se reflete na excelência dos processos produtivos, trabalhando com qualidade e lucratividade de forma inovadora e perene.

 

Outro desafio para as empresas é a integração transversal nas operações de produção, vendas e cadeia logística. Nesse sentido, é importante ter profissionais com uma visão ampla que analisem como os processos da empresa estão gerando impactos tanto na saúde econômica da empresa quanto na sociedade e no âmbito ecológico. Uma vez concluída essa etapa, o próximo desafio é encontrar alternativas e soluções quantificáveis que possam de fato melhorar todos os indicadores de sustentabilidade da empresa.

 

O passo seguinte após a melhoria dos indicadores será pensar fora das paredes da empresa e expandir a filosofia para fornecedores de matérias primas – nesse ponto é muito desafiador fazer com que a cadeia logística pense em eficiência ecológica, pois os modelos de negócios priorizam custos, o que, via de regra, está na contramão dos interesses do meio ambiente. Um exemplo clássico são as frotas de transportadoras que visam utilizar ao máximo um veículo antes de avaliarem se as emissões estão sendo prejudiciais ao meio ambiente.

 

Além disso, é importante avaliar o que acontece com um produto uma vez que ele chega ao cliente final. Por exemplo, a Eco eficiência da fabricação de aparelhos de celular pode ser alta dentro da fábrica, com baixo índice de uso de água e energia, e implantação de programas de sustentabilidade, dentre outros. Mas, uma vez que o produto chega às mãos do consumidor, a Eco eficiência é impactada pelos ciclos excessivamente curtos de lançamento de novos modelos de celular. Ou seja, muitas empresas manufaturam aparelhos eletrônicos com ciclos de obsolescência extremamente rápidos, sem se preocupar o que acontece no fim de uso desse produto, que geralmente é o descarte inadequado.

 

Cabe lembrar que as oportunidades podem surgir em qualquer ponto do ciclo de vida de um produto ou serviço e, para identifica-las, todos os stakeholders devem entender o que é a Eco eficiência, reconhecendo o valor agregado que se pode trazer para a empresa e como concretizá-lo. Através da demonstração do valor de uma estratégia ecologicamente correta, todas as partes interessadas poderão perceber a importância da implementação de processos ambientalmente corretos, motivando-as a se tornarem uma parte ativa da mesma.

 

A Eco eficiência não pode se limitar a melhorar as práticas e hábitos existentes, mas deve estimular também a criatividade e a inovação na procura de novos métodos de produção. Ao mesmo tempo, é importante que ela envolva toda a cadeia de valor do produto, e não se restrinja a áreas isoladas dentro da empresa. Consequentemente, a Eco eficiência é um grande desafio para engenheiros, gerentes, clientes, para os departamentos de marketing e de finanças. Em muitos casos, sabe-se o que é; as empresas e a sociedade entendem sua importância, mas possuem grande dificuldade em mensurar o nível correto e adequar este valor ao modelo de negócios da organização e às expectativas das partes interessadas.

 

Na próxima vez que você leitor encontrar uma empresa ou ouvir alguém falando sobre Sustentabilidade e Eco eficiência, sugiro perguntar: Como ela é mensurada? Quais são suas metas? Como os indicadores foram construídos? O modelo de Eco eficiência adotado está trazendo melhores resultados econômicos e ambientais para a organização?

 

Para finalizar, é importante lembrar que a Eco eficiência é um caminho para atingir a Sustentabilidade e isso só acontecerá quando o mundo empresarial começar a trabalhar junto à administração pública e às partes interessadas externas, tais como fornecedores, clientes e organizações não-governamentais visto que, sem políticas econômicas e industriais que encorajem a sustentabilidade nos negócios, é quase impossível pensar em Eco eficiência de verdade.

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no Linkedin
Please reload

Posts Em Destaque

Como mensurar a Sustentabilidade?

02/05/2019

1/2
Please reload

Posts Recentes

15/08/2017